Sem falhas ou erros de leitura, a solução conseguiu dobrar o faturamento da empresa, tornando o tempo de checkout  mais rápido

Considerado hoje o segundo maior case em RFID do mundo, a Brascol,  atacadista de moda bebê apostou na tecnologia de radiofrequência da iTag em junção com o ERP da Totvs como alternativa para reduzir perdas e aumentar lucratividade. Sem falhas ou erros de leituras, a solução conseguiu dobrar o faturamento da empresa, tornando o tempo de checkout no atacado mais rápido e proporcionando seguridade no estoque.

Em um artigo divulgado pela Totvs, a gerente de vendas, Ana Verucia cita que a solução implantada junto com a iTag possibilitou tanto ao cliente Brascol quanto ao grupo atacadistas uma redução recorde de tempo no checkout da compra; convertendo o processo em consolidação de novas vendas.

“O cliente sabia que consumia muito tempo no checkout, então optava por comprar um menor número de peças. Além disso, se quisesse saber quanto iria gastar, entrava em uma fila para leitura de código de barra. Se optasse por fechar a compra, aquela leitura era descartada e ele precisava entrar em uma nova fila para pagar”, conta. Com a solução Totvs e iTag, o tempo de espera na fila reduziu para segundos, proporcionando mais rapidez e controle ao cliente.

Isso só foi possível pois,  a solução encontrada para aliviar a demanda da Brascol foi a criação de um o portal checa-preço, que possibilitou ao consumidor ter acesso de quanto sem tirar os produtos do carrinho.

Para a Brascol, a solução Totvs e iTag proporcionou ao cliente e à empresa saber quanto está gastando, com apenas uma leitura de checa-preço – portal com quatro antenas de RFID, que lê o conteúdo em seis segundos e mostra a quantidade e preço dos itens no carrinho. “A partir daí, para fechar a compra é questão de minutos”, completa, Antônio Almeida, superintendente da atacadista.

Segundo Almeida, com isso as reclamações por demora no checkout reduziram a quase zero. Para que isso funcionasse, foi necessário identificar todos os produtos dentro da loja com uma etiqueta codificada. O mesmo sistema adotado para o atacado tem sido utilizado pela Brascol para controlar o estoque interno, ou seja, volume de mercadoria que entra e sai do centro de distribuição.

“Hoje, 100% das mercadorias que entram na loja são conferidas em portais da iTag e a entrada no estoque é feita automaticamente no sistema Totvs.  Após esse processo, as peças são encaminhadas diretamente para a área de vendas – tudo no mesmo dia. Além disso, o inventário é feito de forma rotativa, eliminando a necessidade de se fechar a loja por um dia para que isso seja feito”, conclui Almeida.

1283visitaram esta página,1visitas hoje

Deixe seu comentário: